Tradutor

quarta-feira, dezembro 20, 2006

Portugal está abaixo de Espanha em produtividade

De acordo com o relatório de 2006 sobre a Competitividade apresentado pela Comissão Europeia, Portugal foi um dos três países da União Europeia onde o crescimento médio da produtividade laboral foi pior no período 2000-2005. O documento revela que a produtividade em Portugal cresceu menos de 0,5 por cento, abaixo da média europeia (entre 1 e 2 por cento). Trata-se do terceiro pior desempenho, apenas melhor que Malta e Luxemburgo, os quais registam, apesar disso, bons índices de produtividade definida como percentagem do PIB por empregado. O rácio entre o PIB e cada trabalhador para Portugal situa-se entre 60 e 70 por cento da média europeia - um valor superior a apenas seis países da UE-25 e inferior aos de Espanha, Chipre e Eslovénia.Os valores mais altos registam-se no Luxemburgo (mais de 140 por cento), Holanda, Irlanda, França, Alemanha, Bélgica e Áustria. Letónia, Estónia, Lituânia, Hungria, República Eslovaca e Grécia são os países onde a produtividade laboral mais cresceu nos últimos cinco anos.
A Comissão não especifica as causas concretas do desempenho de cada país mas dá conselhos sobre a melhor maneira de reforçar a competitividade e aumentar o crescimento e o emprego, como sejam, liberalizar os mercados de energia, reduzir barreiras administrativas e investir mais na inovação. Domínios em que os indicadores de desempenho portugueses não são os melhores, segundo o relatório, no qual Portugal aparece referenciado no grupo de países com um baixo grau de interconexão da rede eléctrica e de geradores/fornecedores activos. A Comissão calcula que a economia portuguesa pode crescer uns 1,5 a 2% adicionais se o país reduzir em 25% a carga administrativa sobre as empresas. Tal como Espanha, Itália, Lituânia, Polónia e República Eslovaca, Portugal integra o grupo dos estados com os quadros regulamentares mais restritivos. Em matéria de competitividade no sector das tecnologias de informação e comunicação, que Bruxelas considera estratégico, Portugal surge muito atrás da maioria dos países da UE-25. O seu indicador relativo à percentagem de exportações nos anos 1995-2004, abaixo de 0,5%, manteve-se inalterado durante todo o período. Pior só a República Eslovaca, Malta e Estónia (a Comissão não dispõe de dados para Grécia, Lituânia, Letónia e Chipre).
Como é sabido, Portugal necessita de melhorar a sua competitividade e para isso tem de melhorar a produtividade a par com políticas que promovam uma maior flexibilidade salarial e diminuição da carga administrativa, o que pode promover um maior ajustamento entre Portugal e os restantes Estados membros.
Em paralelo, a Comissão Europeia avaliou positivamente em Dezembro deste ano o relatório de progresso da implementação do Programa Nacional de Acção para o Crescimento e o Emprego (PNACE2005/2008)
Fonte: Jornal de Notícias (5 de Dezembro de 2006)

Banco Mundial financia combate à SIDA em Cabo Verde

Cabo Verde recebe financiamento para reforçar o seu program de combate contra o SIDA, para promover a utilização de preservativos entre as pessoas de 15-49 anos, para alargar os cuidados às mulheres grávidas e aumentar a oferta de medicamentos contra o SIDA.
O projecto procura envolver empresas com 30 ou mais empregados na forma de parecerias público-privadas.

Cape Verde Receives Additional Funding for HIV/AIDS Activities
WASHINGTON, December 19, 2006
The World Bank Board of Executive Directors today approved an International Development Association (IDA) credit of US$5 million to provide additional funding for the ongoing HIV/AIDS project in Cape Verde.
The original HIV/AIDS project approved in March 2002 aims to support the governments national HIV/AIDS strategy to reduce the spread of HIV infection in the country. It also aims to strengthen national capacity to respond to the epidemic and to mitigate health and socio-economic impacts at the individual, household, and community levels.

The proposed additional financing will help scale up key interventions and identify ways to ensure the sustainability of current efforts in the fight against HIV/AIDS.
The expected outcome will be the higher use of condoms among persons 15-49 years old and among commercial sex workers. The project will also encourage pregnant women to use ante-natal services including voluntary counseling testing (VCT). Finally, the project will support the continuous supply anti-retroviral drugs (ARV), so that facilities providing ARV treatment do not run out of supply.
The cost of the fight against HIV/AIDS cannot be covered at 100 percent in the short to the medium term, noted Maurizia Tovo, the World Bank Task Team Leader for the project. The Coordination Committee to Combat AIDS Secretariat will explore ways to develop partnerships with the private sector, and in particular with sub-sectors that by nature are more exposed to the risk of HIV/AIDS and/or more effective in reaching at-risk groups.
Finally, the public-private partnership will push for 10 percent involvement of private enterprises with 30 or more employees in supporting the National HIV/AIDS Strategic Plan.
News Release No. 2007/190/AFR
Contacts:
In Washington: Timothy Carrington (202) 473 8133 - Email: tcarrington@worldbank.org
In Senegal: Mademba Ndiaye (221) 8495000 - Email: mademba@worldbank.org

Ver Luta contra o SIDA
Ver Porto de Praia

segunda-feira, dezembro 18, 2006

Curso Avançado de Gestão Pública forma dirigentes para a Administração Pública


O Curso de Estudos Avançados em Gestão Pública (CEAGP), que tem vindo a ser ministrado pelo INA há 7 anos, foi alargado a outros institutos reconhecidos incluindo a Universidade Lusófona, a Universidade Nova de Lisboa, o ISCTE e o Intituto Superior de Gestão Bancária .

O curso é dirigido principalmente a jóvens licenciados que pretendem ingressar na Administração Pública, senddo-lhes garantido na categoria de Técnico Superior de 2ª classe no final do curso. (ver DL 54/2002 e Portaira 1296/2005 e despacho nº 3804/2006 de 30 de Janeiro)

O CEAGP é um curso de um ano, com 445 horas de ensino presencial, e inclui nocões de economia e finanças públicas, contabilidade, estatística, gestão orçamental, estratégia e gestão de organizações, liderança, sistemas de informação, direito administrativo, políticas públicas, gestão de contratos, gestão de projectos, gestão de compras e concepção e aplicação de políticas públicas.

A admissão ao curso é competitiva por prova escrita de conhecimento em Setembro 2007, e o INA, a Faculdade de Direito da Universidade de Lisboa e o Instituto de Ciências Juridico-Politicas oferecem um mini-curso de preparação de 80 horas em Junho-Julho/2007.

sábado, dezembro 16, 2006

Combate à mortalidade materno-infantil na Guiné



A taxa de mortalidade materna na Gunié-Bissau é das mais altas do mundo, segundo o relatório da UNICEF publicado no 60º aniversário da organização mundial.
O ministro da Presidência do Conselho de Ministros guineense, Rui Diã de Sousa, afirmou que mil m ulheres morrem em cada cem mil em idade materna.
O também ministro da Comunicação Social e dos Assuntos Parlamentares reconheceu que é necessário trabalhar "seriamente na melhoria das condições sociais da mulher" e a apostar na ensino e saúde das raparigas e mulheres.
A taxa de frequência escolar de 50 por cento para rapazes e apenas pouco mais de 30 por cento para as raparigas.
No que concerne à taxa de mortalidade infantil, a Guiné-Bissau regista um nível também elevado na ordem de 100 óbitos por cada 1.000 recém-nascidos, si tuando-se essa cifra na casa dos 200 mortos por cada mil crianças dos zero aos c inco anos de idade.

Segundo Jean Dricot da UNICEF, a mulher guineense confronta-se com situações como a violência, casamento precoce, mutilação genital, desigualdade na proporção tra balho/salário em relação ao homem e tem pouca ou quase nula presença nos órgãos de decisão política.

A UNICEF escolheu para a apresentação do relatório mundial da infância em 2007 o lema "Mulheres e Crianças - O Duplo Dividendo da Igualdade de Género".

Agência Lusa

Ver Bissau-Digital
Campanha contra a malaria
Investimento na água potável
Mais Guiné-Bissau e Bissau

quinta-feira, dezembro 07, 2006

Espanha, Reino Unido, França e Alemanha devem ser apostas estratégicas para Portugal

A estratégia de desenvolvimento do turismo português deverá passar pela aposta em quatro mercados prioritários (Reino Unido, França, Alemanha e Espanha), defende um estudo da consultora Roland Berger, que traça linhas fundamentais de actuação para o sector.
O estudo, apresentado durante a conferência "Thinknomics", promovida pelo Ministério da Economia, considera fundamental que Portugal reforce as acessibilidades aéreas com as cidades/regiões com maior potencial turístico em cada mercado.
Além de identificar (nos quatro mercados prioritários) ligações aéreas directas internacionais com destino a Lisboa que deverão ser promovidas e expandidas, a consultora aponta, no caso alemão, a necessidade de criar quatro novas ligações directas (Berlim, Hamburgo, Hannover e Dortmund).
No Reino Unido, Portugal deverá apostar em ligações directas com as cidades inglesas de Birmingham e Liverpool e as escocesas Edimburgo e Glasgow.
Além dos mercados estratégicos, a Roland Berger destaca um conjunto de mercados que Portugal deverá tentar desenvolver (Irlanda, Escandinávia, Bélgica, Holanda, Estados Unidos, Itália, Brasil e Japão) e outros oito em que deverá existir uma aposta de crescimento.
São eles o Canadá, Rússia, Suiça, Áustria, China, Hungria, República Checa e Polónia, conclui a consultora.
Além da definição dos mercados estratégicos, este estudo elenca outras medidas que deverão nortear os esforços de desenvolvimento do sector turístico português.
Entre elas a necessidade de dinamizar o canal Internet na promoção do turismo nacional e enfoque no relacionamento com os principais operadores e agências de cada mercado.
A qualificação de serviços e recursos humanos e a criação de uma cultura de profissionalismo e qualidade de serviço deverá ser outra das apostas.
A Roland Berger advoga ainda a dinamização de um calendário de eventos que assegure a notoriedade, a construção dos destinos e o enriquecimento da experiência do turista.
Outro dos esforços deverá passar pelo desenvolvimento de novos pólos turísticos, diversificando a oferta em termos geográficos, refere o estudo.

Este estudo aponta novos horizontes para o sector do turismo em Portugal, reforçando a aposta em quatro países que tradicionalmente são fornecedores de turistas para o nosso país, como é o caso da Espanha, o principal, Reino Unido, França e Alemanha, que embora constituam uma fatia importante dos turistas que entram em Portugal, por vezes optam por visitar Espanha em detrimento de Portugal. Desta forma, Portugal deve continuar a apostar numa boa oferta turística, mais ampla e com maior qualidade a fim de poder cativar os turistas que se deslocam ao país vizinho, aumentando a sua estadia com uma incursão a Portugal.
Segundo dados do INE (Espanha e Portugal), o número total de dormidas de estrangeiros em Portugal de Janeiro a Setembro de 2006 foi de 20752. Contrastando com Espanha, que no período de Janeiro a Outubro de 2006, nas oito principais regiões turísticas (Costa de Alicante, Costa Brava, Costa Cálida, Costa del Sol, Costa Valenciana, Palma-Calvia, Sur de las Palmas e Sur de Tenerife) a taxa de ocupação hoteleira atingiu um total de 950 630.
Ver artigo "Ibéria atinge 10,6 % da receita mundial de turismo"
http://mercadoespanhol.blogspot.com/2006/04/ibria-atinge-106-da-receita-mundial-de.html

Fonte: Agência Lusa (2 Novembro de 2006)

sexta-feira, dezembro 01, 2006

Eventos - Conferência sobre Cooperação, LISPOLIS, 6-7 Dez

Com o objectivo de debater as implicações da Estratégia de Lisboa no contexto das relações Norte-Sul, a ELO e o INA convidam para a Conferência sobre o

CONHECIMENTO E COOPERAÇÃO INTERNACIONAL
A Agenda de Lisboa e o Diálogo Norte-Sul
Datas: 6 e 7 de Dezembro de 2006
Local: LISPOLIS, Fórum do Pólo Tecnológico de Lisboa
Estrada do Paço do Lumiar, 44, Lisboa.
Contacto: INA, www.ina.pt, sec.cursos.oeiras@ina.pt
Palácio dos Marqueses de Pombal, 2784-540 Oeiras.

Presidente da Comissão de Honra: Sua Excelência o Presidente da República
Com o patrocínio do Dr. José Manuel Barroso, Presidente da Comissão Europeia

Programa:
6 de Dezembro de 2006.
9:30-9:45 Abertura por S.Ex.ª o Secretário de Estado dos Negócios Estrangeiros e da Cooperação.
9:45:10:30 Conferência pelo Eng.º Miguel Amado, representante do Presidente da Comissão Europeia para Timor-Leste.
10:45-12:00 Objectivos de Desenvolvimento do Milénio, coordenação institucional e parcerias. Moderador: Prof. Doutor Nelson Lourenço.
12:00-13:15 Novas tecnologias e transferência de know-how. Moderador: Prof. Doutor José Manuel Rolo.

14:30-15:15 Conferência pelo Prof. Doutor José Óscar Monteiro, Representante do Conselho de Peritos em AdministraçãoPública ONU.
15:15-16:30 : Acções de Formação: Estratégia e Tipologias. Moderador: Prof. Doutor Ennes Ferreira. 16:45-18:00 Sessão 4: Formadores para a Cooperação (Formação e Certificação). Moderador: Prof. Doutor Armando Marques Guedes 7 de Dezembro de 2006.
9:30-10:45 : Fontes de Financiamento. Moderador: Mestre Manuel Lapão
11:00-12:15 : Avaliação da Formação (qualidade e impacto). Moderador: Dr. Luís Rodrigues
12:15-13:00 Conferência por Representante da OCDE - Prof.ª Louka Katseli.
13:15 Encerramento por S.Ex.ª O Ministro das Finanças e da Administração Pública

Paralelamente à conferência, será realizada um studio universidade-cooperação, onde estudantes e investigadores poderão expor e apresentar os seus projectos e trabalhos de investigação.

Inscrição: Normal: € 750
Estudantes: € 150 Estudantes
Investigadores autores dos “posters” seleccionados: € 75
Autores das comunicações seleccionadas: Isento

Inscrições on-line usando o formulário disponível em , código curso 2322/1
Secretaria de cursos Catarina Ivens Ferraz e Fátima Grácio
INA - Instituto Nacional de Administração
Palácio dos Marqueses de Pombal 2784-540 Oeiras
Telf: 21 446 53 18 / Fax: 21 446 54 80

Informações adicionais: Prof Ricardo Alves, ricardo.alves@ina.pt

Patrocínios confirmados: Rede Eléctrica Nacional.

Visite a página dos Diplomas de Especialização para Quadros Superiores, http://www.ina.pt/diplomas/

Eventos- Presidente da União Africana na FLAD, 6-Dez, 16h

A Fundação Luso-Americana para o Desenvolvimento e o Instituto Português de Relações Internacionais-UNL convida para a palestra sobre

África e os Desafios do Século XXI
a proferir por S.E. Alpha O. Konaré, Presidente da Comissão da União Africana
A apresentado será feita por Manuela Franco, GrupoÁfrica (IPRI-UNL)
Data: quarta-feira, 6 de Dezembro de 2006, às 16 horas
Lugar: Auditório da FLAD, rua Sacramento à Lapa, Lisboa

Eventos - Semana da CPLP na Universidade de Aveiro, 27-Nov a 18-DEz


A mostra de cultura lusófona no 10° Aniversário da CPLP visa criar um espaço de confraternização entre as diferentes comunidades portuguesas

Lisboa - Entre 27 de Novembro e 18 de Dezembro a Associação Académica da Universidade de Aveiro organiza uma mostra de cultura lusófona, com vista a assinalar os 10 anos da constituição da Comunidade dos Países de Língua Portuguesa (CPLP), de acordo com a Rádio Comercial de Lisboa.
Mário Soares, Jorge Sampaio, Gilberto Gil, Malangatana, Inocência da Mata, Pépétela, Florentino Gomes, Mayra Andrade são algumas das personalidades que vão passar pela Universidade de Aveiro estarão presentes neste espaço de confraternização entre as diferentes comunidades portuguesas, facultando o conhecimento e a partilha de diferentes culturas.

Oportunidades - gestão de projecto de gas natural em Timor Leste

Donor Organization(s):World Bank
Project Value:1,847,000
Project Reference No(s).: P092055 WB3521-691/06
Local Donor Office: N/A
Executing Agency:Ministry of Natural Resources, Minerals and Energy Policy
Project Duration: N/A

Project Summary
The Democratic Republic of Timor-Leste (RDTL) is applying for financing from the International Development Association (IDA), acting as the Trustee of the Trust Fund for East Timor (TFET), in the amount of US$ 0.54 million, and from the Global Environment Facility (GEF) Trust Fund in the amount of US$ 1million. The total financing package amounts to US$ 1.54 million and part of the proceeds will be used for the procurement of goods, works, non-consultant services and consultant services under the Gas Seep Harvesting Project.

UPDATE, 17 November 2006: This General Procurement Notice (GPN) has changed substantially since its first release. The total financing received by the Democratic Republic of Timor-Leste (RDTL) has increased. The RDTL has obtained financing from the International Development Association (IDA) and the Consolidated Funds of East Timor (CFET) for a total amount of US$ 1,847,000 for the Gas Seep Harvesting Project. The IDA, acting as the Trustee of the Trust Fund for East Timor (TFET), provided a credit of US$ 850,000 and the CFET provided an amount of US$ 997,000. Part of the proceeds will be applied as payments for goods, works, and non-consultant and consultant services to be procured under this project.

The following are, among others, the new categories of expenditures shall be financed through the project: ~
1) Works - The works for the power plant shall include, among others, site preparation including road access and fencing, design and construction of a permanent gas seep collection unit, power house, lighting, diesel storage, and operator room and facilities;
2) Goods - Supply and installation of transmission and distribution materials and associated electrical equipment, which includes medium voltage (20 kV) power lines, low voltage power lines, step-down transformers, household connections and installation of pre-paid meters; and
3) Consulting Services - Engage a Project Manager to prepare bidding documents, organize evaluation and selection, prepare contract for suppliers and consultants, facilitate coordination among suppliers and consultants, supervise construction, and other activities to facilitate successful implementation of the project;
This is a General Procurement Notice (GPN) and specific contracts will be announced as soon as they become available.
-->

Oportunidades - Estudo de expansão do porto de Praia, Cabo Verde

Donor Organization(s):Millennium Challenge Corporation
Project Value:N/A
Project Reference No(s).: MCA-Cape Verde
Local Donor Office: N/A
Executing Agency:MCA-Cape Verde
Project Duration: 6 Months

Project Summary
The government of Cape Verde secured a grant from the Millennium Challenge Corporation and it intends to use a portion of the funds to engage consulting services for the preparatory studies for Phase II of the project on the modernization and expansion of Port of Praia. EOIs should be submitted to the contracting party not later than 03 November 2006.

Oportunidades - rede de distribuição de água na Guiné-Bissau

Donor Organization(s):World Bank , Other
Project Value:N/A
Project Reference No(s).:WB3731-690/06 P097975 AAO/004/UC-PMRI/2006
Local Donor Office: N/A
Executing Agency:L?Unité de coordination du projet
Project Duration: N/A

Project Summary
The Government of Guinee Bissau has received a loan from the International Development Association (IDA) and credit from the West African Development Bank (Banque Ouest Africaine de Développement- BOAD) toward the cost of the Multi-Sector Infrastructure Rehabilitation Project (Projet Multisectoriel de Réhabilitation des Infrastructures- PMRI). Part of the proceeds will be used as payments for construction services under this project.
The construction works needed under this assignment include:
the construction of a new water reservoir;
replacement of the primary water distribution network;
installation of a new distribution network;
construction of 50 springs; provide 4100 water meters;
and installation of water hydrants.
There are 2 lots for this contract.
Bids must be submitted by 8 January 2007, 1400H local time, to the contracting authority.

Oportunidades - Comunicações móveis na Guiné-Bissau

Donor Organization(s): World Bank
Project Value: N/A
Project Reference No(s).: N/A
Local Donor Office: N/A
Executing Agency: Instituto das Comunicações da Guiné-Bissau
Project Duration: N/A

Project Summary
The Government of Guinea-Bissau has received financing from the World Bank for the Private Sector Rehabilitation and Development Project. Part of the proceeds shall serve as payments for the provision of telecommunications services, in the form of a cellular phone network for the citizens of Guinea-Bissau.
Bids must be submitted by 8 December 2006 to the contracting authority.

Oportunidades - Luta contra o SIDA, Cabo Verde

Donor Organization(s): World Bank
Project Value:5,500,000
Project Reference No(s).: P101950
Local Donor Office: N/A
Executing Agency: Comitê de Coordenação do Combate a Sida
Project Duration: N/A

Project Summary
The main objectives of the HIV/AIDS MAP Supplemental Project in Cape Verde is similar to those of the original project on HIV/AIDS mitigation and building a strong capacity to respond to the threat. Specifically, this supplemental project aims to scale up successful pilot HIV/AIDS interventions and integrate the HIV/AIDS fight into the country's budget system for sustainability.
The 4 original components of the project will most likely be reduced to three:
Component 1: Support for public sector initiatives;
Component 2: Support for civil society and private sector initiatives; and
Component 3: Support project management including monitoring and evaluation.
The World Bank estimates the total project at US$ 5.5 million.

Oportunidades - Água em Moçambique

Donor Organization(s): World Bank
Project Value:N/A
Project Reference No(s).: WB3418-691/06 P052240 Credit No. 3247-MOZ
Local Donor Office: yes
Executing Agency:Water Regulatory Council in Mozambique
Project Duration: N/A

Project Summary
The Government of Mozambique has obtained a credit from the International Development Association (IDA), and plans to apply part of the credit as payments for consulting services for the Quality of Service Evaluation and Institutional Development of the Water Regulatory Council (CRA).
EOIs must be submitted by 1500H on 21 November 2006 to the contracting authority.

Oportunidades 16- Energia em Moçambique

Donor Organization(s): World Bank , African Dev Bank , Nordic Development Fund (NDF) Project Value: N/A
Project Reference No(s).: ADF-BD-WP-2003-82-E
Local Donor Office: N/A
Executing Agency: Direccao Nacional de Energia
Project Duration: 4 Years

Project Summary
The main goal of this project is to deal with issues on expanding access to electricity through grid intensification and renewable energy (NRE) development peri-urban and rural areas. The Project has the following components:
-Power Sector Reform
-Grid-based Electrification
-Independent Grid Rural Electrification
-Renewable Energy Promotion
-Institutional Development and Capacity Building; and
-Audit Services
The total estimated project cost is US$ 37.11 Million (UA 55.62). 19.8% of the cost (US$ 7.33M or UA 10.99 M) will be financed by a loan and a grant from the African Development Fund. Other sources of financing will come from the IDA (US$ 20.4 M or UA 30.61M), the GEF (US$ 1.47M or UA2.21 M), the NDF (US$ 2.91M or UA 4.36M), and the Government of Mozambique (US$ 5M or UA 7.45M).

Oportunidades 15 - Estrada Montepuez-Lichinga, Moçambique

Donor Organization(s): African Dev Bank , Other , JBIC
Project Value: N/A
Project Reference No(s).: AfDB216-691/06
Local Donor Office: yes
Executing Agency: National Roads Administration in Mozambique
Project Duration: N/A

Project Summary
The Republic of Mozambique has obtained a loan from African Development Bank Group (AfDB) to finance jointly with the Japan Bank for International Co-operation (JBIC) and on a parallel basis with the Swedish International Development Agency (SIDA) the Montepuez- Lichinga Road Project, and plans to use part of the loan proceeds as payment for civil works and consulting services for the project. The project includes the following components:
(1) Civil works for the upgrading to bitumen surfaced standard of the Montepuez-Marrupa Road (203 km), the rehabilitation of the Litunde-Lichinga road (66 km) and the construction of seven bridges between Marrupa and Litunde;
(2) Consultancy services for design review, pre-contract services and supervision of the above civil works;
(3) Road Safety;
(4) Compensation and resettlement;
(5) Project audit services.

Oportunidades - Estudo de viabilidade de aeroporto de Pemba, Nacala, Moçambique

Donor Organization(s): USTDA
Project Value: N/A
Project Reference No(s).: 0711001A
Local Donor Office: N/A
Executing Agency: United States Trade and Development Agency
Project Duration: N/A
Project Summary
The United States Trade and Development Agency allocated funds for a technical assistance contract on the "Mozambique Expansion and Modernization of Pemba, Nacala Airport Feasibility Study." The assignment aims to assist ADM in determining the requirements of expanding and upgrading either the Nacala or Pemba airports.

The Airport Feasibility Study will focus on market forecasts and technical, financial and legal viability of the project. The project will provide important development impacts, including the transfer of advanced technology and training of airport staff, and will open new opportunities to U.S. suppliers.
The Terms of Reference (TOR) for the Mozambique Expansion and Modernization of Pemba, Nacala Airport Feasibility Study include:
- Task 1. Study of Previous Airport Development Activities;
- Task 2. Forecast of Demand for Passengers and Cargo;
- Task 3. Financial Feasibility Analysis;
- Task 4. Legal Framework Analysis for Nacala Airport;
- Task 5. Alternative Evaluation and Selection;
- Task 6. Demand/ Capacity Analysis and Development of Facility Requirements for Recommended Facility;
- Task 7. Conceptual Plans and Development Program;
- Task 8. Environmental Impact Analysis;
- Task 9. Capital Costs and Investment Requirements;
- Task 10. Financial Analysis and Plan;
- Task 11. Opportunities for the Participation of U.S. Suppliers;
- Task 12. Developmental Impact Considerations; and
- Task 13. Executive Presentation and Final Report.
Proposals must be submitted by 1400H (Local Time)on 29 December 2006

quarta-feira, novembro 29, 2006

Portugal e Espanha assinam acordo para troca de informação fiscal

A Administração Fiscal portuguesa e a sua congénere espanhola, Agencia Tributaria, celebraram um acordo relativo a um instrumento transfronteiriço de troca directa de informação fiscal, com o objectivo de intensificar a assistência administrativa entre os dois países. A parceria vai realizar-se através de uma maior cooperação entre os serviços fiscais da zona transfronteiriça luso-espanhola e através de troca de informação.
O acordo abrange a troca de informação em matéria do IVA e Impostos sobre o Rendimento e aplica-se aos serviços regionais de ambos os países localizados naquela zona transfronteiriça. No caso português, os serviços abrangidos são as Direcções de Finanças de Viana do Castelo, Braga, Vila Real, Bragança, Guarda, Castelo Branco, Portalegre, Évora, Beja e Faro, enquanto do lado espanhol ficam abarcados por este acordo os Serviços da Delegação Especial da AEAT na Galiza, Castela e Leão, Estremadura e Andaluzia.
Os ‘alvos’ são sobretudo empresas que deslocalizam a sua actividade para qualquer um dos territórios transfronteiriços, com prejuízo para o respectivo país de residência, empresas que operam em sectores de actividade considerados de risco, como transportadoras, estabelecimentos de diversão, empresas de construção e de comércio de materiais de construção e empresas que estão envolvidas em redes de fraude ao IVA.
O acordo vai traduzir-se numa maior agilização e celeridade dessa troca, permitindo desta forma uma intervenção mais rápida e atempada dos serviços de ambas as administrações que actuam nas zonas transfronteiriças, designadamente no que respeita à detecção e actuação relativamente a situações de fraude e evasão fiscais.
Este acordo, segundo as Finanças, insere-se no conjunto de medidas que, desde 2005, têm vindo a ser adoptadas para combater a evasão ao IVA motivada pelo diferencial de taxas existentes entre os dois países.
Esta medida é bastante positiva pois favorece a transparência fiscal das empresas que actuam nos dois países, tentando assim evitar prejuízo para o país de onde as empresas deslocalizaram, combatendo desta forma a fraude e evasão fiscal.

sexta-feira, novembro 17, 2006

Eventos 21- Timor Leste, BMMR, 22-Nov, 21h

Quarta_22 de Novembro na Biblioteca Museu República e Resistência

21:00_Conferência Timor-Leste: A construção dum país no século XXI
Por Fernando Cruz e Paulo Gorjão (Director-Adjunto da Revista Politica Internacional)

Biblioteca Museu República e Resistência
Rua Alberto de Sousa, nº 10A
1600-002 Lisboa
Telef.: 21 780 27 60 Fax: 21780 27 88
Metro: Cidade universitária; Autocarro: 31
------------------------------------------------
bib.republica@cm-lisboa.pt

"Euromunicípios" fortalecem laços entre Portugal e Espanha

No decorrer de mais um Encontro Ibérico "Ágora 2006", que já vai na sétima edição, tendo este ano decorrido em Cáceres, falou-se na criação de euromunicípios ou eurocidades com regiões portuguesas e espanholas. Esta iniciativa tem como objectivo promover o desenvolvimento da zona transfronteiriça entre os dois países. Neste mesmo encontro, o Presidente da Junta da Extremadura espanhola referiu que as populações fronteiriças dos dois países devem aproveitar cada vez mais sinergias quer para fomentar laços bilaterais quer para conseguir desenvolver juntos projectos que consigam apoio financeiro de Bruxelas.
No Fórum Ibérico "Ágora 2006", estiveram aínda presentes destacadas personalidades políticas, culturais e sociais dos dois países, as quais se reuniram para uma melhor compreensão da realidade dos mesmos e assim poder contribuir para o fortalecimento dos laços bilaterais, apostando numa maior cooperação transfronteiriça.

A União Europeia conta actualmente com mais de uma centena de eurocidades.
Este não é um conceito novo, tendo sido criadas em 1986 na cidade de Roterdão as então designadas "Eurocidades", definidas como a maior rede de representação das grandes metrópoles da Europa. Actualmente são mais de 100 as eurocidades que representam 31 países do velho continente, entre elas San Sebastián e Barcelona- a cidade catalã é uma das seis cidades co-fundadoras, juntamente com Lyon, Birmingham, Frankfurt, Milão e Roterdão.
Os objectivos que estão na base deste conceito são, o intercâmbio de experiências, a criação de um grupo de pressão sobre as instituições europeias para que se reconheça a sua importância urbana nas políticas europeias, bem como estreitar os vínculos entre os cidadãos que fazem parte das mesmas.

Se tivermos em consideração as recentes sondagens que demonstram a receptividade dos portugueses e dos espanhóis para a criação de um só Estado que represente Portugal e Espanha, neste caso estamos a falar de fusões em menor escala. As quais podem contemplar por exemplo numa primeira fase Badajoz e Elvas, tendo-se verificado no passado opiniões a favor desta união. A criação de euromunícipios entre cidades e localidades transfronteiriças pode de facto ser vantajosa para ambos os países, em termos de estratégias de desenvolvimento e na obtenção de apoios por parte de Bruxelas.

Ver artigo abaixo "Sétima Edição do Fórum Ibérico Ágora 2006"
http://mercadoespanhol.blogspot.com/2006/11/stima-edio-do-frum-ibrico-gora-2006-23.html
http://blogs.hoy.es/index.php/espanha/2006/10/23/cooperacao_entre_a_extremadura_e_portuga http://www.elperiodicoextremadura.com/noticias/noticia.asp?pkid=266480
http://www.esaelvas.pt/europedirect/ (Portugal e Espanha- 20 anos de integração na Europa)
http://www.reine.org.es/noticias.php
http://www.eixoatlantico.com/
http://www.jornalaberto.com/template_permalink.asp?id=383

Fonte: Agência LUSA (23 OPutubro de 2006).

quinta-feira, novembro 16, 2006

Nova Câmara de Comérico Portugal-Espanha no Porto

Embaixada de Espanha em Portugal


Portugal e Espanha constituíram uma nova Câmara de Comércio (CCPE), com sede no Porto, para promover a cooperação de carácter económico, financeiro, científico e cultural entre os dois países.
Segundo a directora da empresa responsável pela constituição da CCPE, a Spanish Ready Mades (empresa especializada na constituição de sociedades espanholas), a nova sociedade pretende facilitar as relações entre industriais e empresários portugueses e espanhóis, favorecendo o desenvolvimento dos seus negócios e as transferências de tecnologia.
Para além disso, a Câmara de Comércio Portugal-Espanha ficará vocacionada para prestar serviços, informações e assistência aos agentes económicos e culturais no contexto das relações entre Portugal e Espanha.
Referindo aínda que o objectivo por detrás da constituição da CCPE é criar um 'interface' não só a nível económico, mas também a todo um conjunto de outros níveis, que apoie a expansão de ambos os mercados no caminho da solidez económica e de uma verdadeira realidade ibérica.
Por outro lado, a nova câmara de comércio - segunda no país - pretende também manter contactos com as autoridades públicas e privadas, entidades e associações económicas dos dois países para tudo o que possa interessar ao intercâmbio luso- espanhol.
Entre outras actividades, a Câmara organizará conferências, reuniões, congressos, feiras e exposições e editará publicações periódicas contendo dados de interesse sobre os dois mercados, procurando e oferecendo mercadorias e representações formuladas por operadores dos dois países.
No âmbito do trabalho desenvolvido na criação da CCPE em termos de cooperação entre os dois países, decorreu uma Feira Internacional de Negócios, no dia 21 de Outubro de 2006 no Centro de Congressos e Exposições Alfândega do Porto.
Na feira, organizada pela Comissão Europeia, em conjunto com a Confederação Europeia das PME e pela Associação Nacional das Pequenas e Médias Empresas, estarão representados mais de 30 países.

Ver artigo abaixo sobre o Instituto Ibérico de Braga
http://www.i-gov.org/index.php?article=986&visual=2&id=52&subject=77
http://www.pme.online.pt/noticias/?tipo=1&p=7
http://www.mityc.es/es-ES/index.htm

Fonte: Agência Lusa (20/10/2006).

quinta-feira, novembro 09, 2006

APOCEEP debate PPP - Parcerias Publico-Privadas, 16-Nov

Eventos 20
A Associação Portuguesa do Centro Europeu de Empresas com Participação Pública e/ou de Serviços Interesse Económico Geral (SIEG) vai debater a contribuição das
PPP - Parcerias Público-Privadas para Serviços de Qualidade e Desenvolvimento de Infraestruturas
através da contratação, transferência de risco e financiamento.

Conferência: APOCEEP 2006
Data: 16-Nov-2006, 9h00-18h00
Lugar: Culturgest, rua do Arco do Cego
Contacto: ceep@cgd.pt, tel: 217 807 983


Eventos 14
Conferência: Encontro sobre Desenvolvimento das Infraestruturas Públicas
Data: 14-15 Nov-2006, 9h00-17h30
Lugar: Hotel Açores Lisboa, rua Columbano Bordalo Pinheiro, 1
Contacto: Ana Cristina Guerreiro, geral@iirportugal.pt, tel 217 932 989

Eventos 15 Novo Regime das PPP
Eventos 16 Risco País
Eventos 17 TOCs recebem PALOPs
Eventos 18 Combate à malária
Eventos 19 Delegação Sul-Africana prepara Mundial de Futebol 2010 com visita a Portugal

Eventos - Delegação Sul-Africana prepara o Mundial de Futebol 2010


O ICEP organiza uma sessão de trabalho sobre a experiência portuguesa na organização e construção de estádios para o EURO2004 com a Delegação Sul Africana de visita em Lisboa a 13-Novembro, das 15h às 18,30h


A Delegação é chefiada pela Vice-Presidente África do Sul, Phumzile Mlambo-Ngcuka, e inclui representantes dos quatro Governos Provinciais onde irão ser construidos estadios de Futebol e que terão encontros com empresários portugueses.

A 14-Novembro-2006, a AIP, aip@aip.pt, vai organizar um seminário com os convidados Sul-Africanos


ICEP http://www.icep.pt/
Contactos: Catulina Guerreiro
UGSL - Fileira Indústrias da Construção e Projectos
Av. 5 de Outubro, 101 - 1050 - 051 Lisboa
www.icep.pt - Tel. +351 21 790 492
catulina.guerreiro@icep.pt


Ver World Stadium
Ver Federação Portuguesa de Futebol

Oportunidades: Moçambique seleciona consultores para o sector de Justiça

A IGF-Inspecção Geral de Finanças de Moçambique abriu um concurso para consultores de auditoria de desempenho para execução da auditoria em 2007.

O Caderno de Encargos (Terms of Reference) pode ser obtido da IGF, igf@tvcabo.co.mz.

As propostas deve ser entregues na IGF em Maputo até 8-Dez-2006

quarta-feira, novembro 08, 2006

Combate à malaria em conferência, Guiné-Bissau, 6-9 Nov


A erradicação da malária ou paludismo, doença endémica em África e uma das principais causas de mortalidade no continente, é o tema da VI Reunião de Planificação do Bloco Epidemiológico da África Ocidental, esta semana em Bissau, segundo notícias da Agência Lusa.

Segundo Plácido Cardoso, Director Geral de Saúde Pública da Guiné-Bissau, é essencial um só com um plano harmonizado entre os 17 países presentes para fazer face à doença de forma mais eficaz. O representante da Organização Mun dial de Saúde (OMS) na Guiné-Bissau, o canadiano Daniel Kertzs, recomendou reforço de tratamento rápido e efectivo junto das populações mais vulneráveis à doença , sobretudo nas crianças até aos cinco anos de idade e mulheres grávidas.

Uma das melhores estratégias de combate à malária é o o uso de redes mosquiteiras impregnadas de insecticida.

Ver malariaconsortium
Ver lição escolar Pára malária Para
Ver campanha Deixe a malária fora da rede

segunda-feira, novembro 06, 2006

Eventos - Portugal e Espanha 20 anos após Adesão, 16-17 Nov

As experiências de Portugal e Espanha nos 20 anos após a adesão à Comunidade Europeia em 1986 vai estar em análise nesta XXIV Conferência organizada pelo Instituto de Estudos Estratégicos Internacionais:

Data: 16-17 Nov
Lugar: Fundação Gulbenkian
Inscrições: mid@ieei.pt até 10-Nov

A abertura conta com a presencia do Ministro de Negócios Estrangeiros Luis Amado, e as sessões vão abordar o contributo de Espanha e Portugal para a integração europeia e a posição no mundo, a transição democrática e a integração ibérica, especialmente a nível de transportes.
Seria importante também analisar a integração e evolução das duas economias ibéricas neste período e as tendências do comércio bilateral Portugal-Espanha.

Ver "Nuestros Proveedores vs. Nuestros Clientes", Mariana Abrantes de Sousa, Economia Pura, Dez-2005

sábado, outubro 21, 2006

Empresas franchisadas apresentam conceitos em Espanha

No âmbito do projecto de apoio à internacionalização das marcas portuguesas, desenvolvido pela Associação Portuguesa de Franchise (APF) e pelo ICEP, no âmbito do Prime, a próxima acção a ter lugar depois da missão Brasil será a missão à Feira de Franchising da Espanha, a decorrer no "SIF & Co" - Salon Internacioal de Ia Franquicia, em Valência, entre 26 e 28 de Outubro. Esta missão destina-se a marcas ou conceitos de origem portuguesa a operar em franchising e que pretendam procurar parceiros para desenvolver a expansão para o mercado espanhol bem como efectuar uma primeira abordagem ao mercado.
Algumas das empresas que irão estar presentes neste certame são:
- Peter Murray
- Associação Portuguesa de Franchising
- Instituto de Formação em Franchising (IIF)
- JN Flight Solutions
- Sampaio Entertainment
- Habicast Imobiliária
- Veigas & Veigas
- Cashouse
- TV Show
- Clínicas Persona
- Infofranchise

Para o presidente da Associação Portuguesa de Franchising (APF), Espanha e o Brasil surgem como mercados de expansão natural. Espanha, apesar de ser um mercado concorrencial, é quase obrigatória em qualquer projecto nacional com ambição. De acordo com a directora de inovação e franchising do Icep, o mercado espanhol é fundamental no processo de desenvolvimento dos conceitos portugueses de franchising. O mercado espanhol representou, em 2005, cerca de 18 mil milhões de euros de facturação, sendo o país que apresenta o maior nível de crescimento ao nível do mercado de franchising, tendo já ultrapassado a Inglaterra e a França.
ABF Expo 2006, principal evento de franquias da América Latina
Ver artigo "Oportunidades de Franchising em Espanha"
http://mercadoespanhol.blogspot.com/2006/04/oportunidades-de-franchising-em.html
Asociación Española de Franquiciadores
http://www.franquiciadores.com/
http://www.franchising.pt/portal/site/varios/trabalho/frch2a.asp
http://www.apfranchise.org/docs/franchising_espanha.pdf
No contexto actual é uma necessidade para as marcas nacionais a expansão para outros mercados, para que possam ganhar dimensão e ser competitivas. Nesta área de negócio, franching, Espanha é o país que apresenta maior nível de crescimento de franchising a nível europeu, sendo por isso um mercado bastante atractivo e constituindo uma óptima oportunidade de negócio para as empresas portuguesas.

Fonte: Câmara de Comércio e Indústria Luso Espanhola (20 Outubro de 2006)

sexta-feira, outubro 20, 2006

Eventos17 - TOCs recebem PALOPs em congresso, 3 e 4 Nov, Pavilhão Atlântico

Congresso reúne profissionais nacionais e dos PALOP

A Câmara dos Técnicos Oficiais de Contas (CTOC) realiza nos dias 3 e 4 de Novembro o segundo congresso dos profissionais do sector no Pavilhão Atlântico, em Lisboa com a presença de colegas dos países da lusofonia. Foram estabelecidos contactos com organismos congéneres nos países de língua oficial portuguesa e com as suas embaixadas. O primeiro tema em debate tem a ver precisamente com a profissão na CPLP. Em discussão estarão ainda outros temas como a qualidade, a responsabilidade profissional do TOC, a normalização contabilística e o TOC na administração pública.

Os contabilistas e técnicos oficiais de contas são das profissões mais críticas e importantes, e por vezes mais escassas, nas economias emergentes. Bons conhecimentos de contabilidade podem servir de alavanca para os pequenos empresários e ajudam a criar um bom clima de confiança entre os agentes económicos.

Como diz o ditado ... "As contas certas fazem os amigos certos"

sábado, outubro 14, 2006

NOBEL da PAZ para o fundador do Microcrédito

Muhammad Yunus, economista do Bangladesh, foi galardoado com o Prémio NOBEL da PAZ 2006, que demonstra a grande importâncio do acesso a financiamento no combate à pobreza e à exclusão social.

A Associação Nacional de Direito ao Crédito (ANDC) considera hoje que a atribuição do Nobel da Paz ao banco Grameen e ao seu fundador é uma oportunidade para dar a conhecer o microcrédito, segundo o seu presidente Manuel Brandão Alves.

Ver:
seminário da CPLP sobre microcrédito em Bissau, Agosto 2006
microcrédito na Guiné-Bissau
microcrédito nos PALOP
Cooperação e microcrédito
(microfinance)

Bragança mais perto do Mercado Espanhol

Para alguns empresários transmontanos, Madrid a 350 kms e €20, de portagens fica mais "perto" do que o Porto, a 250 kms mas quase €50 de portagens.

O Mercado Espanhol, de mais de 42 milhões de consumidores residentes e cerca de 60 milhões de visitantes, absorve quantidades muito maiores que Portugal, por exemplo cerca de 30 toneladas de cogumelos, segundo disse Amadeu Ferreira, transmontanto e vice-presidente da CNVM na recente conferência regional do ciclo Diário Económico / Caixa Geral de Depósitos.

Ainda bém que os empresários de Bragança estão a descobrir o grande mercado a leste, aqui mesmo ao lado, o Mercado Espanhol .

PARABÉNS !

A próxima cidade a contar com uma destas conferências regionais será Coimbra, vamos ver que novo mercado conseguem descobrir.

Ver Cavaco em Espanha
Ver artigo sobre a Conferência DE/CGD em Bragança

Eventos 16 - Conferência Risco País, Porto, 9-Nov

QUEM VAI AO MAR, SEGURA-SE EM TERRA

Será realizada no Porto a 9-Novembro, uma conferência sobre risco-país com o objectivo de reunir empresários, bancos, consultores e gestores financeiros para analisar e partilhar a experiência das oportunidades e riscos nos principais mercados além-fronteiras.

A conferência é organizada pela COFACE e conta e involve o Ministério de Economia e Inovação que tem a responsabilidade principal de apoio à internacionalização e mercados externos.

A cobertura de risco-país pode fazer a diferença entre um grande negócio (ver caso Safaricom) e um grande fracasso. Até grandes empresários como o ex-Ministro António Cardoso e Cunha e grandes bancos como o Banco Santander Totta podem menosprezar o risco-país, ignorando o importância da cobertura de risco de investimento ou risco de crédito externo, como aconteceu recentemente com o investimento numa cervejeira Cicer na Guiné-Bissau.

Ver também outras ECA - Export Credit Agencies :
COSEC
MIGA
ATI African Trade Insurance Agency

Contactos:
portugal@coface.com
interncional@coface.pt

sexta-feira, outubro 13, 2006

Espanha é o país da UE onde se fazem mais operações de estética

Em Espanha, uma média de 882 pessoas submetem-se diariamente a uma operação de cirurgia plástica. Este é o país da União Europeia onde se realiza o maior número de intervenções deste tipo, 300 mil.
A revelação foi feita pela Sociedade Espanhola de Cirurgia Plástica, no âmbito da visita ao país de um dos mais famosos nomes da especialidade, o brasileiro Ivo Pitanguy, que se deslocou a Espanha para ser nomeado membro honorífico do Colégio dos Médicos de Madrid.
O médico brasileiro criticou o facto da sociedade contemporânea estar a exagerar o culto da beleza, pondo-a acima do espírito e da inteligência, embora isso não seja culpa da cirurgia plástica, mas sim do marketing e da moda.
Pitanguy, agora com 80 anos, é um dos grandes cirurgiões plásticos em todo o mundo - já realizou 30 mil operações. Operou artistas como Sofia Loren, Elizabeth Taylor ou Úrsula Andress.
De facto, o Brasil é um dos países campeões em número de operações estéticas, e os seus médicos da especialidade, os mais respeitados internacionalmente. É o segundo país com o maior número de cirurgias plásticas realizadas, perdendo apenas para os Estados Unidos. Em 2003, foram mais de 621 mil cirurgias. A cirurgia plástica no Brasil cresce em progressão geométrica. Segundo dados da Sociedade Brasileira de Cirurgia Plástica, a média é de 500 mil cirurgias por ano.
Em 2005, os americanos gastaram cerca de US$ 12,4 bilhões, sendo que os brasileiros se encontravam perto desse número.

Fonte: Agência Lusa (29 de Setembro de 2006).

sábado, outubro 07, 2006

Classificação mercantil das empresas de serviços públicos

A análise feita pela Comissão Constâncio em 2005 (Anexo I) resultou na manutenção das Estradas de Portugal, EPE no sector de Administrações Públicas
Ver Anexo I: http://www.portugal.gov.pt/NR/rdonlyres/8C462111-828C-4DA2-A1D4-CEFB37F85ABB/0/Relatorio_Comissao_OE2005.pdf

A análise depende de:
1. O estatuto híbrido das Estradas de Portugal, EPE criada em Dez-2004 e da classificação das suas receitas e despesas
2. O efeito da empresa estar sujeita a 3 contabilidades diferentes, empresarial (POC), publica e nacional (SEC 95 do INE/EUROSTAT)
3. A classificação de apenas 1% da receita total como vendas (receita mercantil)
4. A classificação de mais de 50% da despesa total como custos de produção
5. Resultando num rácio de vendas/custos de produção de cerca de 2%, muito inferior aos 50% necessários para a empresa ser considerada como "mercantil" e não administrativa

Intituto deEstradas de Portugal Contas de 2004, EUR 1000
  • Receita total 978 702, Vendas 10 000, 1% da receita total
  • Despesa total 939 618, Custos de produção 497 000, 52% da despesa total

Ou seja, na contabilidade nacional, apenas 2% actividade das Estradas de Portugal é considerada “mercantil”, isto é, efectivamente relacionada com a prestação de serviços a clientes.

Parece existir algum desajustamento entre a realidade e a contabilidade, que resulta na conclusão algo insólita que a "empresa só vende 2% de aquilo que produz” no sector rodoviário.

terça-feira, outubro 03, 2006

Oportunidades 12 - Consultoras Internacionais

Algumas consultoras internacionais estão muito activas em Países Lusófonos e Europa de Leste.
Quase todas preferem curriculos em formato europeu, ver EU CV format, em português, mas também em inglês ou francês
http://www.ageg.de/download/registration-form/downloads-reg-cv.html

Adam Smith International http://www.adamsmithinternational.com/working.html
AGEG http://www.ageg.de/; http://www.ageg.de/ageg-sectors/priv-sec/priv-sec.html
Allander Noble http://www.allandernoble.co.uk/

Arkipelago Consulting, Aix-en-Provence , France, www.arkipelago-consulting.eu; info@arkipelago-consulting.eu, procurement, português/francês
Bannock Consulting Ltd www.bannock.co.uk/
CCM-CG http://www.ccm-cg.com/
Center for Democracy & Development http://www.cdd.org.uk/
http://cddrl.stanford.edu/
CEPA Cambridge Economic Policy Associates http://www.cepa.co.uk/opportunities.html
CESOCI Consultores Internacionais http://www.cesoci.com/
Channel Research http://www.channelresearch.com/
Chemonics www.chemonics.com
Crimson Capital http://www.crimsoncapital.org/
Crown Agents http://www.crownagents.com/

Development Executives http://www.developmentex.com/
DAI - Development Alternatives, Inc http://www.dai.com/, EuropeRecruit@dai.com
ECA Economic Consulting Associates www.eca-uk.com
Elephas http://www.elephas.nl/
Enterplan http://www.enterplan.co.uk/
European Public Finance http://www.europeanpublicfinance.com/
GRM International http://www.grminternational.co.uk/
Intecsa http://www.intecsa.pt/
IP3 - Institute for Public-Private Partnerships www.ip3.org

Kantor http://www.kantor-gorup.com/
Millennium Challenge Corporation www.imcc.gov
Municipia http://info@municipia.pt/
Maxwell Stamp http://www.maxwellstamp.com/
Neat Consultants neat@mail.telepac.pt
NR International http://www.nrinternational.co.uk/
Ogimatech http://www.ogimatech.pt/ (ex-Partex)
Overseas Development Institute www.odi.uk

PB Consulting http://www.pbconsulting.com/
PKF International www.pkf.co.uk
http://www.pkf.pt/
PLAN www.plan-international.org
Population Services International
PWC www.pwc.com/uk/jobs/governance
PM Internatinal http://www.pm-ic.com/
Ramboll Management http://www.ramboll-management.com/bel/
RIUP www.rhhr.com/riup.html
SNEDE Sociedade Nacional de Empreendimentos e Desenvolvimento Económico www.snede.pt/ Strategy & Focus, Madrid http://www.strategy-focus.com

TIS http://www.tis.pt/
Transtec http://www.transtec.be/
WYG International http://www.wyginternational.com/
VNG International consultoria municipal http://www.vng-international.nl

segunda-feira, outubro 02, 2006

Oportunidades 11 - Timor Leste e Moçambique com GRM International

GRM International procura colaboradores para Timor Leste e Moçambique:

Position: Strategic Management Consultant to Pillars of the State Institutions
Project: East Timor Public Sector Capacity Development Program
Location: Dili, East Timor
Closing Date: 20 October 2006, Duration: 3.5 months

GRM is the Managing Contractor for the Australian Government assistance provided to East Timor (Timor-Leste) via the Public Sector Capacity Development Program (PSCDP).
The goal of the East Timor (Timor-Leste) Public Sector Capacity Development Program is:A sustainable and effective system of governance and public administration for the delivery of high quality public services.

In Mozambique, GRM will be expressing interest in a contract to provide a Management Unit to manage a Civil Society Support Mechanism (CSSM) in Mozambique. GRM is looking for governance/civil society professionals with experience working on similar projects in the region.

The project aims to improve governance and accountability for ordinary Mozambican citizens through strengthening and diversifying the engagement of Mozambican civil society organisations (CSOs) with monitoring and advocacy on governance. The mechanism is a US$13 million fund whereby CSOs will be provided with financing and technical support to undertake monitoring and advocacy activities and to develop the associated skills/expertise, technical support to strengthen CSO organisational capacity and internal governance; and a wider range of information and resources on governance. This is a DfID and Irish Aid funded project.

Closing dates 4-Oct, 9-Oct

sexta-feira, setembro 29, 2006

Oportunidades 10 - Bolsa de Colaboradores INA

Considerando o sucesso inicial da Bolsa de Colaboradores, em 2005, o INA volta a solicitar manifestações de interesse de consultores em pertencer à sua Bolsa de Especialistas com currículos valiosos para a prestação pontual de serviços de Ensino, Investigação, Consultoria, Cooperação, Multimédia e “Blended-Learning” e Gestão de Projectos no INA. Os participantes já inscritos poderão actualizar os seus curricula e renovar a sua inscrição.

As inscrições stão abertas até 15 de Outubro.

Assim o INA junta-se a outras universidades e consultoras que concorrem a grandes projectos de consultoria que exigem competências muito diversas às vezes em períodos muito curtos. Estes grandes projectos de consultoria de desenvolvimento são financiados pelo EU ou Banco Mundial ou Banco Africano ou pela cooperação bilateral, e são adjudicados por concurso. Os concorrentes consistem geralmente de entidades com um bom curriculo institucional, especialmente na gestão de projectos, recorrendo a especialistas independentes que contrata em exclusivo apenas para o projecto, se ganhar o concurso. Quase todas as consultoras internacionais e algumas universidades recorrem ao instrumento de Bolsa de Especialistas que seleccionam e mobilizam conforme as necessidades.

Curiosamente, o INA não destaca estes trabalhos de consultoria no seu portal

Gabinete de Cooperação gaco@ina.pt
Dr. Joaquim Neves
Telefone: +351 214 465 470 Fax: +351 214 465 458

Eventos 15 - Novo Regime das PPP, 11 e 12 Outubro

Seminário sobre o Novo Regime da Parcerias Público-Privadas
Hotel D. Pedro Lisboa
Business and Legal Seminars
geral@blseminars.com

O objectivo do seminário é de analisar o impacto do novo regime das PPPs e a evolução dos novos projectos.

sexta-feira, setembro 08, 2006

Eventos 14 - PPP e as infra-estruturas públicas, 14-15 Novembro



As PPP Parcerias Público-Privadas em Portugal vão estar na ordem do dia num seminário que conta com 10 especialistas portugueses, incluindo Américo Carola do Millennium BCP e Ferial Hamid do Banco Efisa e 3 convidados espanhois.

Portugal é o país europeu que mais recorre às PPP parcerias segundo um estudo recente.

Eventos 13 - Encontro dos Bancos Centrais dos PALOP

Encontro de Bancos Centrais dos PALOP, Lisboa 11-12 Setembro


Como é habitual, o Banco de Portugal recebe a visita dos bancos centrais dos países lusófonos na próxima semana. No dia 11-Setembro, ocorrem sessões de trabalho sobre os principais temas internacionais da agenda da Assembleia Anual do FMI/Banco Mundial e sobre as perspectivas de cooperação entre o o de Portugal, os Bancos Centrais dos PALOP e a Autoridade Bancária e de Pagamentos de Timor-Leste. No dia 12-Setembro, o program inclui uma conferência sobre os "Desequilíbrios globais e a conjuntura internacional".

Ver também:
IV Conferência Internacional FLAD-IPRI, a 12-12 Outubro-2006 sobre
Estratégia e Segurança na África Austral

Eventos 12 - Estudo sobre SCUT PPP

quinta-feira, setembro 07, 2006

Eventos12 - Estudo sobre SCUT PPP apresentado na Ordem dos Economistas, 18-Setembro

As Auto-estradas Sem Custos para o Utilizador (SCUTS) foram objecto de um estudo patrocinado pelo Instituto de Estudos para o Desenvolvimento (IED) , da autoria de Alfredo Marvão Pereira e Jorge Andraz que vai ser apresentado na Ordem dos Economistas, a 18 de Setembro, 21horas, Rua da Estrela,8 Lisboa.

As SCUT têm sido objecto de auditorias e estudos pelo Tribunal de Contas e representam algumas das maiores PPP parcerias em Portugal.
A apresentação, que conta com a presença do Secretário de Estado Adjunto das Obras Públicas e das Comunicações, Dr. Paulo Campos, será seguido de um debate.

Eventos 11 - Europa-Africa, Aspen Institute
Eventos 10 - Microcrédito em Bissau
Eventos 9 - Presidente do AfDB na ELO, 13-Setembro

Eventos 8 - Angola, Fontes de Financiamento
Eventos 7 - Forum Portugal em São Paulo
Eventos 6 - INA Cooperação e Desenvolvimento
Eventos 5- Infra-estrutura no Norte e Galicia
Eventos 4 - Seminário IFC no ICEP

Eventos 3 - Encontro de Consultores Internacionais
Eventos 2 - Encontro de Economistas de Lingua Portuguesa
Eventos 1 - Controlo de PPP parcerias

sexta-feira, agosto 25, 2006

UNL apoia criação da Univesidade de Cabo Verde

A Universidade Nova de Lisboa assinou um protocolo com a Comissão Instaladora da Universidade de Cabo Verde, um projecto que também conta com o apoio da diaspora cabo-verdiana e da comunidade empresarial.

A UNL lançou um novo programa de pós-graduação MPA - Mestrado em Politicas Públicas e Administração orientado para a formação de dirigentes para a Administração Públicas, executivos de empresas operadoras de Serviços de Interesse Económico Geral e ONG-organizações sem fins lucrativos. O curriculo do programa de MPA de 2 anos inclui economia, direito, gestão, liderança e comunicação, em linha com os programas interdisciplinares dos MPA de Columbia University e Princeton University.

quinta-feira, agosto 24, 2006

Oportunidades 9 - Economistas de Évora dão aulas na Guiné-Bissau e CIDAC lança estudo de mercado para produtos agrícolas guineenses

Professores da Universidade de Évora vão dar aulas de mestrado em Economia aos alunos da Universidade Colinas de Boé (UCB) da Guiné-Bissau, segundo João José Monteiro, fundador e presidente do conselho de administração da UCB, primeira instituição do ensino superior privada no país.

As ONGD portuguesas CIDAC e IMVF, em parceria com a organização guineense Tiniguena, Esta Terra é Nossa, procuram consultor para um estudo de mercado de produtos agrícolas guineenses,no campo da valorização económica de produções tradicionais.

O projecto “Guiné-Bissau, Produtos, Técnicas e Saberes da Terra” visa actuar, de forma integrada, em três frentes: o reforço das comunidades de produtores/as, através da valorização cultural e económica das suas produções tradicionais, a sensibilização e formação da opinião pública para as questões ligadas às técnicas e aos saberes tradicionais como meio de conservação da biodiversidade e de redução da pobreza,e o lobbying político, com vista à construção de um quadro legislativo favorável aos direitos das comunidades locais.

O projecto “Tebanke Urok: Desenvolvimento Comunitário no Grupo de Ilhas de Formosa – Guiné-Bissau”, desenvolvido pelo IMVF, visa contribuir para o desenvolvimento sustentado das comunidades residentes em três ilhas do arquipélago dos Bijagós, através da promoção de iniciativas económicas, da dinamização sociocultural, do apoio à educação, ao saneamento e ao transporte entre as ilhas e a capital do país.

Candidaturas até 1-Setembro, favor contactar
CIDAC – cooperacao@cidac.pt
IMVF – joana.imvf@mail.telepac.pt

Estes projectos são co-financiados pela Comissão Europeia – “Guiné-Bissau, Produtos, Técnicas e Saberes da Terra” (ONG-PVD/2003/065-868); “Tebanke Urok: Desenvolvimento Comunitário no Grupo de Ilhas de Formosa – Guiné-Bissau” (ONG-PVD/2003/062-200) – e pelo Instituto Português de Apoio ao Desenvolvimento (IPAD).

segunda-feira, agosto 21, 2006

CPLP em seminário sobre microcrédito em Bissau


Representantes da Comunidade dos Países de Língua Portuguesa (CPLP) estão esta semanana Guiné-Bissau em seminário sobre o microcrédito, numa iniciativa financiada inteiramente pelo governo português.

Uma dos objectivos destas iniciativas é exactamente a troca de experiências entre os responsáveis e organizações que se dedicam ao microcredito em cada um dos países que integram a CPLP.

Existem muitos testemunhos positivos sobre o impacto do microcredito, especialmente para as mulheres que assumem as responsabilidades familiares
(microfinance)

Oportunidades 8 - Amorim Angola


O Grupo Amorim , lider nos sectores da cortiça e do imobiliário, propicia oportunidades de carreira (ÁREA FINANCEIRA) em ANGOLA a jovens finalistas, recém-licenciados ou com capacidade demonstrada e experiência comprovada na área financeira, de NACIONALIDADE ANGOLANA.
Os interessados deverão enviar candidatura espontânea, devidamente acompanhada por CV detalhado para a morada abaixo indicada:
Grupo Américo Amorim - Área de Negócios de Angola (att: P Cunha Silva)
Rua da Corticeira, nº 34 - Apartado 47 - 4536-902 Mozelos VFR

Ver bolsa de colocação da Ordem dos Economistas

Oportunidades 7 - Banco Africano de Desenvolvimento, Tunis
Oportunidades 6 - concursos Moçambique
Oportunidades 5 - consultoria de gestão, Angola
Oportunidades 4 - concurso Benguela
Oportunidades 3 - concurso juridico
Oportunidades 2 - BEI, programa JASPERS
Oportunidades 1 - encontro de consultores internacionais

quinta-feira, agosto 17, 2006

Small Country Hypothesis

A teoria económica da "small country hypothesis" para explicar como um país pequeno pode aumentar as suas exportações quase sem prejudicar os seus preços de exportação.

Mas há um tipo de pequenos países que situados ao lado de países muito maiores que representam mercados apetecíveis mas também concorrentes ferozes para os produtores dos pequenos países.

Alguns dos pares:
Irlanda e Reino Unido
Nova Zelandia e Australia
Austria e Alemanha
Moçambique e Africa do Sul
Portugal e Espanha

Alguns dos parceiros pequenos têm sido bem sucedidos e oferecem algumas lições para pequenas economias abertas:
1. Promoção de comércio e investimento internacional
2. Normas claras, transparentes e consistentes nas áreas de fiscalidade, lei laboral e investimento, incluindo impostos baixos baseadas num pacto de regime
3. Grande investimento no ensino secundário e superior de apoio à productividade
4. Redução de desemprego com contenção da inflação
Outros países pequenos perdem competitividade devido às deseconomias de escala, tornam-se dependentes de importações e são prejudicados em situação de "união alfandegária" .

quarta-feira, agosto 16, 2006

econoblog em Português

Segundo a revista The Economist, economistas são dos bloggers mais activos e a palavra econoblogger já aparece como nova ocupação.
Será algum dia uma nova profissão ? Talvez quando passar a ter remuneração mais tangível do que o prazer de contribuir para o dialogo digital sobre o (segundo) tema mais apaixonante - o nosso porta-moedas.

Parece que a grande maioria dos econoblogs são em inglês.
Onde podemos encontrar os econobloggers da Lusofonia, do Brasil, Angola, Moçambique, Guiné-Bissau, Cabo Verde, São Tomé e Príncipe, Timor, ou mesmo de Macau ?
E os econoblogs de la Hispanidad ?

Mariana Abrantes de Sousa, econoblogger

Newmark's Ranking de econoblogs
UC Berkeley On-line for free
If Ireland can do it
Brad de Long's econoblog

terça-feira, agosto 15, 2006

Banco Africano procura especialista PPP

O Banco Africano de Desenvolvimento procura um responsável para a Divisão de Parcerias-Publico-Privadas no Departamento do Sector Privado - Ref ADB/06/031.
Candidaturas até 31-Agosto-2006

Este cargo faz parte de um programa de transformação do Banco destinado a reforçar as capacidades da organização e a assegurar melhores impactes no desenvolvimento económico dos países membros.

A principal responsabilidade será de acompanhar e analisar a evolução económica nos sectores de infra-estruturas, Parcerias Publico-Privadas (PPPs), programas de privatizações nos países membros Africanos. O(A) candidato(a) ajudará os países a desenvolver o enquadramento legal e regulador necessário para as PPPs, e a estabelecer as unidades técnicas especializadas ao nível dos sub-sectores. Deverá ter um mestrado, um mínimo de 8 anos de experiência relevante, capacidade para liderar missões complexas e negociações delicadas com membros dos governos e para gerir a equipa da divisão.

A África do Sul é um dos países membros com maior avanço na introdução de PPPs em África.
Um dos factores de sucesso na introdução de PPPs e concessões, que podem contribuir fortemente para suprir as grandes carências de serviços públicos nos países em desenvolvimento, é a capacidade de gestão, planeamento e negociação da parte dos governos.
Ajudar a reforçar as capacidades do parceiro público é essencial para parcerias equilibradas e bem conseguidas.

Only applicants who fully meet the Bank's requirements and are being considered for interview will be contacted. Applicants will only be considered if they submit a fully completed Personal History Form (PHF), available from the Bank’s web site, and attach a comprehensive Curriculum Vitae (CV) showing date of birth and nationality, and preferably submitted electronically to: recruit.dir@afdb.org. The African Development Bank is an equal opportunities employer and female candidates are strongly encouraged to apply.
http://www.afdb.org

Portugal the Florida of Europe

Espera-se que cerca de 2.000.000 europeus reformados (do norte) venham a instalar-se nos países do sul da Europa, segundo Gilberto Jordan um promotor imobiliário português que pertence ao Resort Development committee of the Urban Land Institute, muitos deles em Espanha e Portugal. Diz-se que a costa espanhola está a ficar como Miami devido ao boom imobiliário e alguns "pueblos" já têm mais residentes estrangeiros que espanhois.

A feira de imobiliário SIMA06 em Madrid foi o palco de centenas de compra-vendas, muitas delas com compradores estrangeiros.

Os reformados mais abastados escolhem centros maiores que lhe proporcionam uma terceira idade activa, com sol, praia, marinas, golfe, caminhadas, cultura e convivio social com outros "nortenhos". Outros preferem a vida mais pacata em vilas e até aldeias, reconstroiem casas em ruinas e convivem mais com a população local.

A Espanha apresenta-se como a "Florida da Europa", mas Portugal tem um potencial para o turismo menos massificado.

O Sr Alfred Hoffman, o actual Embaixador dos Estados Unidos em Lisboa pretende ajudar a partilhar as experiências paralelas de Portugal e Florida organizando uma missão à Florida "the Sunshine State" de uma delegação composta por executivos e académicos portugueses, e incluindo o Embaixador de Portugal em Washington Dr Pedro Catarino.
A economia da Florida depende bastante do turismo (60 milhões de visitantes por ano para 17 milhões de residentes) e dos residentes sénior provenientes de outros estados americanos e do Canada, conhecidos como "snowbirds". Em comparação, a Espanha recebe 60 milhões de visitantes para 42 milhões de população, e Portugal recebe cerca de 15 milhões para 10 milhões de visitantes. Temos provavelmente muito que fazer para igualar a promoção turistica da Florida.
A Florida os grandes parques temáticos como o Disney World e o Sea World, boas universidades, injustamente conhecidas como "Surfer U", os laranjais e o Kennedy Space Center no Cape Canaveral para quiser explorar outra órbita. Até oferecem bolsas de estudo a surfistas ! Valia a pena investigar pois a água deve ser bem mais quente que a do Guincho.
Em Lisboa já temos o Oceanário que é um dos locais mais visitados de Portugal, que recebeu a visita de Bill Gates e o filho Rory de 6 anos em Julho.
Eis uma ponto a favor de Portugal:
Até os multi-multi-milionários podem comungar, incógnitos, com os peixinhos !

sábado, agosto 12, 2006

ICEX apoia expansão internacional de construtoras espanholas


O ICEX apoia a promoção das construtoras e concessionárias espanholas, especialmente no mercado americano que está em grande evolução, com um microsite to Technology Review.

No âmbito da visita oficial do Governo Português ao Brasil, a BRISA e a sua afiliada brasileira CCR acabam de oficializar uma parceria para a apostar nos mercados dos Estados Unidos e Canada.

Os promotores espanhois têm uma estratégia bastante mais musculada que outros operadores no sector. Abertis, a empresa privada líder em Espanha na gestão de infra-estructuras de transporte e comunicacões, controlada por ACS e o banco 'La Caixa' assegura contar con capacidad financiera para abordar uma grande expansão internacional, dado que, segundo os seus dados, a actividad do grupo generará recursos 3.800 milhões de euros nos próximos cinco anos (2006-2010). Numa apresentação ao Team FL, na Florida em Jan-2006, Jordi Graells, o responsável internacional de Abertis, recomenda que o Estado escolha um parceiro privado credível de longo prazo que "tenha capacidade substancial para financiar o projecto com a sua própria garantia, sem recurso ao projecto". Esta estratégia é o oposto das estrátégias habituais utilizada no financiamento de projectos sem recurso ao promotor, e já foi testada em Portugal na EuroSCUT Algarve do grupo Cintra.

Que sorte ter um accionista-banco. Os outros concorrentes que se cuidem !

O Department of Transportation dos Estados Unidos lançou em Maio-2006 uma Estratégia Nacional para a Redução do Congestionamento na Rede de Transportes Americana que apela ao envolvimento do sector privado na gestão e financiamento de infra-estruturas.

A propósito, projectos que visam o descongestionamento terão muito pouco risco de tráfego, deverão ser eminentemente mais bancáveis.